Caldeiras de água quente industrial

Introdução

Semelhantes às suas equivalentes domésticas, as caldeiras de água quente industriais para utilização em processos funcionam, normalmente, com queimadores alimentados a gás ou a óleo montados na parte frontal da caldeira, para maior facilidade de funcionamento e manutenção. Diferem sobretudo no tamanho: as caldeiras de água quente industriais são consideravelmente maiores que as domésticas, para refletir a sua capacidade de aquecimento superior.
Como forma de aquecimento direto, é necessária uma superfície de transferência de calor significativa entre a água e o processo, para a transferência de calor funcionar de forma eficiente. Quando o processo não o permite, ou se a temperatura da água necessária for superior a 100 °C, a utilização de caldeiras de água de alta pressão é uma solução testada e comprovada. Como é óbvio, trabalhar com altas pressões significa que é essencial um design de caldeira robusto, o que a Babcock Wanson consegue graças à sua caldeira de água quente a alta pressão TPC-AS.

Princípio de funcionamento

As caldeiras de água quente industriais seguem um conceito de design relativamente semelhante às caldeiras de vapor em muitos aspetos, embora estejam totalmente cheias de água durante o funcionamento, enquanto as caldeiras de vapor funcionam com um nível de água e espaço de vapor.
Um queimador dispara para o interior da fornalha e tubos da caldeira, para aquecer a água no interior da caixa da caldeira. A água aquecida é fornecida ao processo por meio de uma bomba e tubagem simples de circulação e, depois, devolvida à caldeira para ser novamente aquecida. Qualquer perda de água deve ser compensada por água fresca tratada quimicamente, para evitar a corrosão.
O vaso de pressão da caldeira encontra-se, normalmente, num tubo cilíndrico horizontal fechado, rodeado por material de isolamento. As caldeiras de água quente industriais mais comuns são as de duas ou três passagens, sendo cada passagem um conjunto diferente de tubos que os gases de combustão quentes atravessam antes de fazerem uma curva no interior da caldeira. Além destas, existem caldeiras de água quente industriais de chama inversa, em que o queimador dispara para dentro de uma fornalha cega e os gases de combustão dão meia volta sobre si próprios dentro da mesma câmara, para garantir a combustão total. Isto permite igualmente um design mais compacto.

Para que são mais adequadas as caldeiras de água quente industriais?

As caldeiras de água quente industriais são geralmente escolhidas quando a temperatura pretendida para o processo é relativamente baixa – normalmente menos de 90 °C. Quando são necessárias temperaturas mais altas, são utilizadas formas alternativas de aquecimento, como água quente a alta pressão, vapor ou sistemas de fluido térmico. No entanto, a simplicidade e o custo de instalação geralmente baixo das caldeiras de água quente resultaram na sua utilização contínua num grande número de indústrias, como produtos químicos, alimentação e bebidas, quando a temperatura o permite.

  • Vantagens das caldeiras de água quente industriais
  • Instalação pouco dispendiosa
  • Funcionamento simples e eficaz
  • Baixa pressão, com necessidades de manutenção e inspeção simples
  • Funcionamento de elevada eficiência

A mostrar todos os 3 resultados