Caldeiras de vaporização rápida

Introdução

As caldeiras de serpentina passaram a ser a primeira escolha para a geração de vapor e a sua popularidade deverá continuar – o que não é de admirar, quando vemos as suas inúmeras vantagens. Não só têm maior eficiência energética e são mais fáceis e seguras de operar, como também são muito rápidas a produzir vapor, necessitando apenas de três minutos desde um arranque a frio até ao rendimento máximo. Este último aspeto revela-se essencial quando as necessidades do processo são intermitentes ou o processo começa e para diariamente.

Princípio de funcionamento

Os geradores de vapor de serpentina modernos possuem um queimador com controlo preciso, que cria uma entrada de calor definida com precisão para uma dupla serpentina de tubo de aço, através da qual é bombeada uma quantidade exata de água de alimentação. Apenas uma pequena quantidade do excesso de água é alimentada para o interior da serpentina, que, uma vez aquecida, é transformada gradualmente em vapor.
A saída da serpentina possui um separador de vapor/água, para garantir boas condições de produção de vapor no interior da própria serpentina (ao mesmo tempo que evita o sobreaquecimento) e vapor seco de boa qualidade na saída do separador.
Ao usar este método, os geradores de vapor maximizam a eficiência e reduzem as emissões totais de carbono. Os geradores de vapor ESM da Babcock Wanson, por exemplo, permitem eficiências de funcionamento de até 96%, com emissões totais muito baixas.

Vantagens das caldeiras de vapor de serpentina

Em comparação com a tecnologia de geração de vapor mais antiga, os geradores de vapor de serpentina são:

  • Rápidos a produzir vapor, em apenas 3 minutos após um arranque a frio
  • Especialmente adequados para cargas intermitentes e variáveis
  • De elevada eficiência energética
  • Mais amigos do ambiente
  • Mais seguros de operar, devido ao baixo volume de água sob pressão
  • Pequenos e leves – aproximadamente metade do espaço ocupado por caldeiras com tubos de fumo comparáveis
  • Mais fáceis de controlar
  • Mais silenciosos e com funcionamento mais limpo
  • Fiáveis e robustos
  • Fáceis de instalar no local do processo, para um custo total mínimo da unidade
  • Produtores de vapor a alta pressão até 50 bar no modo padrão e até 100 bar em sistemas de termossifão em circuito fechado
  • Capazes de perdas térmicas reduzidas, com despressurização mínima e reduzida necessidade de energia total
  • O queimador está em conformidade com os regulamentos mais exigentes e está perfeitamente adaptado à aplicação

A mostrar todos os 4 resultados