Caldeiras na indústria de materiais de construção

As necessidades de calor do processo de fabrico de materiais de construção, são muito variadas. Desde a necessidade de armazenamento a alta temperatura para fábricas de asfalto (produção de betume e asfalto), até ao fabrico de isolamentos e à produção de tinta, a Babcock Wanson tem uma solução para satisfazer as necessidades de cada processo.

Um dos fatores mais cruciais na gestão de betume é o processo de aquecimento dos reservatórios de armazenamento de produto. A temperatura do betume tem de ser mantida suficientemente alta – tipicamente em torno de 165°C – para manter o estado de fluidez, de modo a permitir que o produto possa ser bombeado, quando chega ao cliente. Quando a temperatura do betume desce demasiado, ele torna-se difícil, ou impossível de bombear, e consequentemente de utilizar, pelo que uma fonte de calor precisa e fiável é de extrema importância.

Produtos recomendados

Existem três fontes de calor básicas, utilizadas habitualmente para aquecer reservatórios de armazenamento de betume. A primeira delas, como a fonte de aquecimento mais básica, é a água quente, que quando usada num sistema fechado a alta pressão, consegue fornecer níveis elevados de transferência de calor − mas apenas com a água a alta pressão e oportunidades limitadas para aumentar a temperatura em alguns graus, se necessário.

A segunda fonte de calor usada é o vapor. Esta forma mais tradicional de aquecimento de processos, usando vapor produzido por caldeiras tubos de fumo, ou caldeiras de vaporização rápida, apresenta várias vantagens, incluindo um coeficiente elevado de transferência de calor, boas caraterísticas de calor latente a baixas pressões e a capacidade de manter uma transferência de calor a temperaturas constantes. Este método de aquecimento de reservatórios de betume ainda é muito utilizado, mas está a ser rapidamente substituído pela utilização de caldeiras de fluido térmico, devido ao seu funcionamento muito simples a alta temperatura, num circuito fechado e de baixa pressão.

Ao substituir essencialmente a água como meio de transferência de calor num sistema fechado, um sistema de fluido térmico funciona como um circuito de baixa pressão, sem perdas. A perda de calor é mínima, tornando-o no método mais eficiente para aquecer reservatórios de betume. Ao contrário dos sistemas de vapor, que pela sua dimensão, têm geralmente de ficar numa sala separada da unidade, os sistemas de fluido térmico têm um tamanho compacto, pelo que não exigem trabalhos especiais no local e também cabem em espaços pequenos, o que significa que na maioria dos casos, podem ser instalados perto dos reservatórios de aquecimento.

Serviços Disponíveis

Para garantir a elevada disponibilidade operacional do equipamento, a Babcock Wanson empenha-se em disponibilizar assistência e ajuda técnica, que podem ser personalizadas em função das necessidades de cada cliente.

  • Assistência telefónica e tempos de resposta rápidos: a implementação de um plano rigoroso de assistência e manutenção regular, irá garantir uma maior fiabilidade e eficiência do seu equipamento.
  • Compromisso de disponibilidade: a vasta rede de técnicos de assistência Babcock Wanson, está totalmente qualificada e preparada para responder a quaisquer necessidades de assistência, relacionadas com o seu gerador de ar quente ou caldeira.

 

Clientes de caldeiras da indústria de materiais de construção

ALSTOM-logo
ARCELOR-MITTAL-logo
BOUYGUES-CONSTRUCTION-logo
Gurit-logo
jaguar-land-rover-logo
PSA-PEUGEOT-CITROEN-logo