Desgaseificador térmico

Standard: fluxo de água tratada de 2 a 30 m3/h
Specific: à medida das suas necessidades

Consiste numa tecnologia de tratamento de água que tem por base a Lei de Henry. A Lei de Henry refere que a quantidade de gás dissolvido num líquido é proporcional à pressão parcial do gás na fase gasosa. O oxigénio e outros gases dissolvidos podem ser removidos da água aumentando a temperatura da água, o que acontece no nosso desaerador térmico por injeção de vapor.

A Babcock Wanson concebe e fabrica equipamentos de desgaseificação térmica personalizados, para complementar na perfeição qualquer instalação. Ao remover todos os tipos de gases dissolvidos da água, reduz a necessidade de tratamento químico, pelo que assegura a longevidade do equipamento, mantém a qualidade do vapor e reduz os custos de operação.

Desgaseificador térmico pressurizado

Concebido e ajustado para operar em torno de 0,3 barg, que se traduz, num incremento da água para cerca de 105 °C, o vai permitir obter água de excelente qualidade, com um teor de oxigénio muito baixo (inferior a 0,01 mg/l), utilizável em instalações que operam com alto rendimento e alta pressão.

O design da Babcock Wanson otimiza a remoção de gases dissolvidos. É montada uma coluna de desaeração por cima de um vaso de armazenamento. É injetado vapor no vaso de armazenamento, mantendo a pressão e a temperatura da água, que sobe através da coluna de desaeração, onde a área de superfície grande permite o contacto necessário entre a água de entrada e o vapor, para remover os gases dissolvidos da água. Os gases resultantes, juntamente com uma pequena quantidade de vapor transportador, são expelidos pela parte superior da coluna. A água de alimentação obtida é de muito alta qualidade e adequada para a maioria das aplicações.

Este é um produto fabricado à medida, em função das necessidades dos processos dos clientes. Contacte-nos para mais informações.

Desgaseificador atmosférico

Este design alternativo, com um desempenho próximo do modelo térmico (0,05 mg/l), mas sem as exigências técnicas de um vaso pressurizado, é muito adequado para caldeiras de médio rendimento e pressão e constitui uma alternativa muito económica à utilização exclusiva de produtos químicos para o tratamento de oxigénio.

As condições de funcionamento são semelhantes, mas a torre de desaeração e respetivos acessórios são substituídos por uma cúpula mais simples, instalada na parte superior do reservatório da água de alimentação, com um tubo de imersão especial no interior do reservatório.

Aplicação industrial da desgaseificação térmica

A qualidade da água é um fator importante para assegurar a durabilidade do equipamento do processo, sobretudo para caldeiras de vapor. A menos que seja tratada, a água irá conter oxigénio e dióxido de carbono dissolvidos, agentes de corrosão ativos que podem danificar o aço da caldeira. Por isso, é essencial limitar a quantidade destes constituintes, para evitar a degradação.

Os equipamentos de desgaseificação térmica da Babcock Wanson removem o oxigénio e outros gases dissolvidos da água, pelo que contribuem para eliminar o risco de corrosão. A Babcock Wanson coloca à sua disposição o conhecimento especializado no tratamento de água de caldeiras e efetua os cálculos precisos sobre o retorno do investimento (ROI).

Instalação simples

A desgaseificação térmica pode ser instalada no local ou fornecida como um sistema integrado montado sobre patins, para uma instalação simples e rápida.

Ecológica

Caracteriza-se por ser uma alternativa física ao simples tratamento químico para remoção de gases dissolvidos. Reduz drasticamente a exigência química do processo e ajuda a reduzir as necessidades de manuseamento de produtos químicos no local e de eliminação de resíduos.

Fiabilidade e segurança

  • Permite reduzir os custos de operação globais e qualquer impacto ambiental do tratamento químico da água de alimentação.
  • Teor de oxigénio muito baixo, inferior a 0,05 mg/l ou 0,01 mg/l, consoante a tecnologia utilizada.
  • Reduz o risco de corrosão por oxigénio e, ao mesmo tempo, minimiza os custos de operação.
  • Manter o fornecimento de água à temperatura mais alta possível otimiza o desempenho da instalação da caldeira, reduzindo a sua necessidade energética.